Almeidas Assessoria Contábil

Blog

Planejamento tributário

Planejamento tributário: o que é e como fazê-lo em sua empresa!

No Brasil, as obrigações e os impostos que as empresas devem pagar são muitos. Nosso país é conhecido por ser complexo em relação aos tributos. Mesmo para as empresas do Simples Nacional, muitas dúvidas surgem na hora de cumprir com as obrigações fiscais. Sendo assim, o planejamento tributário é essencial.

O plano tributário, é muitas vezes negligenciado ou até mesmo desconhecido por muitas empresas. Entretanto, buscar maneiras de reduzir impostos sem descumprir nenhuma lei é fundamental para qualquer companhia que queira permanecer no mercado. Além disso, ao adotar tal plano, com a redução de custos, é possível melhorar os resultados e aumentar o lucro. 

Cumprir as obrigações fiscais e tributárias do seu negócio pode ser mais simples do que você imagina. Para entender melhor o conceito e como aplicar esse planejamento em sua empresa, continue lendo!

O que é planejamento tributário? 

Planejamento tributário

É o estudo e gerência do pagamento de impostos de uma empresa. Tem como objetivo organizar seus tributos da maneira mais barata, reduzindo a carga tributária incidente sem descumprir as leis. Analisando uma série de pontos: as diferentes modalidades de tributos federais, estaduais e municipais, o volume de negócios, o porte da empresa e sua situação econômica.

Também, vale ressaltar que existem dois tipos de planejamento tributário que devem ser praticados. A seguir você confere cada um deles:

Operacional

Refere-se aos procedimentos que já são prescritos pelas normas ou pelo costume, seja em relação à forma de tributação das operações ou até mesmo à forma de contabilizar determinada ocorrência. Assim sendo, ele é o básico.

O objetivo da organização tributária operacional é cumprir a escrituração correta e pagar os impostos nos prazos previstos. Para isso, é necessário incluir essas tarefas na rotina de trabalho do time, alinhando as demandas com o contador ou equipe contábil. Assim, com ele a empresa define processos para garantir o cumprimento das exigências legais.

Estratégico

Visa a projeção do futuro da gestão, considerando os seus valores, missão e visão. Consiste em um conjunto de estudos, análises e decisões que têm grande influência sobre a maneira que a empresa opera e sobre os impostos que serão pagos.

Está relacionado com a mudança de algumas características estratégicas da empresa, tais como: estrutura de capital, localização geográfica, contratação de mão de obra, terceirização de determinadas operações, entre outras.

Logo, é um processo bastante profundo, envolvendo conhecimentos específicos, análises e estudos amplos. Além da verificação de todas as formas possíveis de tributação que envolvem o negócio.

Como fazê-lo em sua empresa?

Ficando clara a importância do planejamento em questão, agora chegou o momento de conferir como colocar tudo em prática. 

Levantamento de dados

É necessário analisar todos os setores e entender melhor as legislações e os impostos que o seu negócio precisa pagar.

Garanta o máximo de informações possíveis que possam ter impacto direto sobre o pagamento de tributos. De acordo com a natureza jurídica da empresa, ela poderá se enquadrar em determinados regimes tributários. 

Análise da natureza jurídica e enquadramento

A natureza jurídica de uma empresa define quais os tipos de regime tributário podem ou não ser escolhidos pela organização. Ou seja, é o formato legal da empresa.  

Escolha do regime tributário

Representa o formato de apuração e recolhimento de impostos que sua empresa deve seguir. Os regimes tributários utilizados no Brasil são: Microempreendedor Individual (MEI), Simples Nacional, Lucro Real e Lucro Presumido. 

A escolha do regime de impostos é um momento importante do planejamento tributário da sua empresa.

👉 Leia também: Importância e riscos da legalização de empresas! 

Contratar uma assessoria contábil especializada

Buscar ajuda de especialistas é crucial para que a empresa consiga concretizar todos os pontos vistos acima e alguns outros. 

Logo, não é viável tentar fazer o planejamento tributário sozinho, já que é necessário ter um conhecimento aprofundado da legislação e contabilidade. 

A realização do planejamento tributário é dever de um empreendedor que quer fazer o negócio crescer na legalidade. E você? Quer que seu negócio cresça legalmente? Podemos ajudar você, entre em contato conosco para saber mais! 

sobre o autor
Fábio Almeida é graduado em Tecnologia da Informação e Ciências Contábeis com mais de 10 anos de atuação como contador e empreendedor.


Sem Comentários


deixe seu comentário :

* O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.