Almeidas Assessoria Contábil

Blog

importância do capital de giro

Qual é a importância do capital de giro para o fluxo de caixa?

Por que será que muitas empresas fecham as portas sem alcançar ao menos os primeiros objetivos? Será essas empresas conhecem a importância do capital de giro?

Uma das coisas mais difíceis no mercado corporativo é visualizar um futuro favorável para a empresa, tendo em mente o cenário econômico do mercado e a gestão atual do negócio. É claro que todos os empresários desejam que sua empresa prospere. Porém, para que tudo aconteça é necessário um grande empenho em planejar, executar e analisar.

Muito além desses requisitos, a gestão de fluxo de caixa é o pulmão da empresa, visto que influencia em todas as tomadas de decisões e investimentos futuros.

Exatamente por isso é que a importância do capital de giro vem a calhar. Se você ainda não está familiarizado com esses termos nem com a fundamental importância de cada um, acompanhe o artigo!

Qual a importância do capital de giro?

importância do capital de giro

Para entender a importância do capital de giro, saiba que ele é um ativo de rotatividade, cujo sua finalidade é arcar com as despesas em gerais e investimentos. Em outras palavras, o capital de giro é uma “poupança” da empresa para eventuais necessidades e para manter o negócio funcionando de fato.

Na verdade, o capital de giro pode ser representado pelos bens que a empresa possui e que futuramente podem se tornar o capital como: dinheiro em caixa, contas a receber, saldos de contas vinculadas à empresa, estoque e investimentos em geral.

Dessa maneira, toda empresa precisa definir o seu valor de capital de giro, que varia em torno do tamanho e do crescimento diagnosticado. Imagine um cenário em que a empresa não tem conhecimento ou ainda não definiu o capital de giro.

O gestor não conseguirá fazer o balanço de rendimentos nem conseguirá criar estratégias de crescimento, já que não há uma quantia que possa suprir novos investimentos. Além disso, quando se trabalha com um baixo capital de giro, os riscos operacionais aumentam.

O capital de giro está diretamente relacionado com a saúde financeira da empresa. Na maioria das vezes, quando o gestor se vê em meio a uma gestão financeira ineficiente, a única saída é recorrer a bancos, contraindo dívidas para cobrir outras dívidas. Uma bola de neve que não para de crescer. Isso é resultado da falta de atenção ao capital de giro da empresa.

Vantagens de ter um bom controle de capital de giro

Por outro lado, a partir do momento em que a empresa retoma as rédeas da gestão financeira por meio do capital de giro, pode-se notar os seguintes benefícios:

  • Identificação dos melhores momentos para investir;
  • Visão assertiva de prazos para pagamentos;
  • Pagamento de contas a curto prazo;
  • Suprir a demanda de serviços operacionais e aquisição de novas ferramentas.
  • Aumentar gradativamente o patrimônio da empresa.

A diferença entre capital de giro e fluxo de caixa

Agora você deve estar se perguntando: O que o capital de giro tem a ver com o fluxo de caixa? A resposta é tudo.

Como você pôde ver, definimos capital de giro todo o dinheiro que comanda as principais ações da empresa, ou seja, que faz o “giro” do seu negócio.

Já o fluxo de caixa é uma ferramenta de gestão capaz de gerenciar tudo o que envolve entrada de dinheiro (receitas) na sua empresa. Contudo, ainda gerencia previsões de cenários diferentes para a empresa em relação a situação financeira.

Vale ressaltar que o fluxo de caixa, além de focar na receita, também analisa e gerencia as saídas, afinal, impactam nas tomadas de decisões.

Sendo assim, é uma ferramenta imprescindível para auxiliar o gestor. Sem uma gestão de fluxo de caixa impecável não há como projetar financeiramente a empresa no mercado.

De maneira geral, o fluxo de caixa é um processo necessário para que toda empresa consiga gerar e aplicar seus recursos de maneira assertiva. Isso evita desperdício de tempo e dinheiro, além de manter o crescimento sempre alinhado aos objetivos da empresa.

Como calcular o capital de giro?

Como vimos, a importância do capital de giro vai além de resultar no bom gerenciamento das empresas. É parte fundamental para a expansão saudável, partindo de uma boa análise do histórico financeiro, organização de dados e direcionamento eficaz. Com isso, o empresário abre um leque de oportunidades inimagináveis.

Tudo que envolve cálculo na gestão financeira deve ser preciso. Afinal, não é permitido margem de erros, o que pode afetar todo o andamento do negócio. Para isso te pergunto: você tem uma equipe responsável pela contabilidade da sua empresa?

Se sua resposta for não, digo que é a primeira coisa a fazer para determinar um giro de estoque compatível com seu negócio. E além disso, manter uma boa gestão de fluxo de caixa focada no crescimento.

Já pensou em ter uma consultoria contábil ou até mesmo terceirizar esse serviço? Se está considerando mais esse passo, temos uma equipe qualificada e dedicada que pode te ajudar nisso. Entre em contato conosco e vamos conversar sobre resultados!

sobre o autor
Fábio Almeida é graduado em Tecnologia da Informação e Ciências Contábeis com mais de 10 anos de atuação como contador e empreendedor.


Sem Comentários


deixe seu comentário :

* O seu endereço de e-mail não será publicado.